Vida em Harvard

Mudança de endereço: pessoas, mudei o endereço do blog! A partir de agora será: https://registromedico.wordpress.com. Todo o conteúdo desse aqui está lá também! Em breve esse será desativado!


Não tenho imaginação pra títulos :~

Enfim, estou há dias tentando postar, mas não consigo juntar tempo suficiente para escrever aqui. Por isso peço desculpas pela demora, e desculpa pra mim também, afinal escrevo muito para mim também, e é a melhor forma de distrair a cabeça. E é meu hobby também! (:

Muitos me perguntaram sobre como é a Faculdade, como são as aulas, como é isso e aquilo. Bom, vou tentar explicar tudo aqui, mas talvez não consiga explicar perfeitamente porque o sistema educacional dos Estados Unidos é a coisa mais complicada que já vi. Só perde pro Sistema de Saúde deles hahaha

Vamos lá:

1) Faculdade não é faculdade, é Escola!

Então, por muito tempo fiquei pensando que talvez a tradução equivalente de School (de Harvard Medical School, por exemplo) seria Faculdade mesmo. Mas não é. Não é porque aqui o ensino é bem diferente do Brasil.

Bem superficialmente, o ensino superior é dividido em Undergraduation e Graduation. O undergrad é como se fosse um ciclo básico dos nossos cursos do Brasil. Geralmente são feitos em 2 a 3 anos nos COLLEGES, e lá que o pessoal pode fazer bioquímica, astrofísica, latim e história da arte. Tudo junto, como vemos nos filmes. E também lá que tem as fraternidades e as festas malucas.

Depois que eles se formam, eles ganham o título de Bacharéis. E aí eles podem ingressar na Graduation, que é feita nas SCHOOLS, como Medicina, Direito, Engenharia. As Schools geralmente são mais sérias, as pessoas são mais velhas e duram de 2 a 5 anos (medicina kkk).

Falei tudo isso por quê? Já nem me lembro mais hahah mas vou começar a explicar o que somos aqui em Harvard!

Para começar, estamos todos inclusos num programa de Intercâmbio firmado entre a Universidade de Harvard e a Faculdade de Medicina, através de dois professores, um daquela, John Godleski, e outro desta, Paulo Saldiva. E, mais especificamente, fazemos parte do MIPS, Molecular and Integrative Physiological Sciences (Ciências Fisiológicas Moleculares e Integrativas), dentro do Departamento de Environmental Health (Saúde Ambiental). E, para a frustração de muitos, não estamos “estudando” aqui: não somos alunos de graduação, como se diz no Brasil. Somos estudantes de pesquisa, e o termo mais correto seria Research Associate. Então não vamos para a Medical School ter aulas de anatomia nem nada (grazadeus hahaha aliás, curiosidade, mas Harvard é PBL, assim como quase todas as Schools daqui. Logo não teria como nós sermos “estudantes de medicina” aqui e pegar equivalência no Brasil).

E aí começa o próximo capítulo:

2) Pesquisa

Como disse, viemos para Harvard para fazer pesquisa. Mas obviamente não estamos achando a cura do câncer, da diabetes e do tédio… cada um tem uma linha de pesquisa e trabalha encima disso. Porém estamos todos sob tutela do Departamento de Patologia da Medical School, logo temos que frequentar algumas conferências e seminários daqui (dificilmente existem aulas aqui, geralmente são esses eventos grandes, onde vem professores convidados, médicos experts e etc). E elas acontecem nos Hospitais, na Medical School, ou na School of Public Health. (Aliás, a maioria de nós fica nos laboratórios da Public Health, que fica ao lado da Medical School, que fica ao lado da Dental School, que fica ao lado dos Hospitais e forma o Harvard Longwood Campus) Em geral são muito boas e difíceis de entender hahaha e tem sempre comida de graça! 🙂

Minha linha de pesquisa é defesa pulmonar, e trabalho com cultivo de células, coisa que já fazia em São Paulo na minha Iniciação Científica (IC). Como já sabia as técnicas e o know-how, não tive muita dificuldade de começar o trabalho aqui e já tenho dois projetos rolando (: é muito legal, mas é bem cansativo.

Acho que poucos sabem como é a rotina de pesquisador, e eu também não fazia ideia de como era, mesmo tendo feito IC por mais de dois anos. É bem puxado, apesar de ter horários flexíveis. Tem muito trabalho todo dia e datas de entrega de relatórios e resultados. É meio estressante, mas é bem interessante.

E é ótimo porque eu posso chegar a hora que quiser e fazer as minhas coisas no laboratório. Só preciso entregar os resultados, fazer tudo direitinho e não deixar nenhuma radiação vazar, ou explodir o prédio!

E é péssimo porque vou me formar agora em 7 anos hahaha pois é, não temos equivalência, obviamente porque é pesquisa, e também porque dificilmente é possível encontrar equivalência em cursos de medicina no exterior. Logo, sou da Turma 98 também, e deveria mudar o link do blog para deco97/98 hahaha

3) Como ingressar na Harvard Medical School?

Então, para falar verdade não sei bem como funciona para ingressar na HMS. Como expliquei anteriormente, você tem que ter feito o college ou algo correspondente a isso. Logo, acho que estudando no Brasil e tendo feito determinadas matérias em uma faculdade seja possível achar equivalência aqui. Mas recomendo vir fazer o college aqui, desde o início, para pegar o ritmo e se preparar melhor para a faculdade.

Além das matérias, você tem que preencher alguns requisitos para ser aceito na Medical School. Dentre eles, ter dinheiro para pagar a Tuition (“mensalidade” anual hahah aqui você, geralmente, paga por ano, não por mês) que é absurdamente alta para a Medical School ($47.500 por ano. Dólares.), além do seguro-saúde, outras taxas, matrícula, etc etc, dando o total para o primeiro ano de $51.128. Bom, isso por mês dá $4260, então calculem… hahaha (fonte: http://hms.harvard.edu/admissions/default.asp?page=costs).

E, além de ser rico, você tem que ter boas notas no MCAT (https://www.aamc.org/students/applying/mcat/) que é uma prova que você faz, mas não um vestibular propriamente dito. Lá você tem que dar uma super raça e conseguir uma nota bem alta, porque as Schools tomam a sua nota como base para ver se você pode ser aceito ou não para a Graduation. E, por fim, você precisa ter feito algumas atividades extracurriculares, programas de verão, ter boas experiências de vida (trabalho voluntário, viagens, etc etc), experiência em trabalho na área da saúde e comunidade e cartas de recomendação (isso é difícil hahaha geralmente é de professores de college ou da school que você conhece, e lá vai escrito que você é bom e merece a vaga). Bom, leiam aqui o que é preciso ter curricularmente: http://hms.harvard.edu/admissions/default.asp?page=requirements. Chorem agora hahaha

Enfim, é bem complicado, mas não é impossível. Se forem pensar, tudo que a gente estuda no Brasil para o vestibular seria muito melhor aplicado aqui em um college preparatório para a Medical School. O caminho é árduo, tem  muito custo, mas não é inatingível! Quem realmente quiser, consegue! Tem que ralar bastante, mas… o que na vida não precisa, não é mesmo?

Espero ter sanado as dúvidas de todos sobre esses assuntos! E pedir desculpa novamente por não postar tão frequentemente. Estou tentando dar um jeito nisso, mas tá difícil de conseguir tempo hahaha mas instalei o app do wordpress no celular, então vamos ver se consigo postar mais vezes! 🙂

E eu ia colocar umas fotos aqui, mas fiquei com preguiça de selecionar e não consegui achar nenhuma ligação entre as fotos e os textos hahaha então vai só texto nesse post!

Qualquer dúvida a mais que vocês tenham, pode perguntar por aqui que farei o máximo possível para responder! Responder nessa vida ainda hahaha

Então, até breve! o/

Anúncios

105 comentários sobre “Vida em Harvard

    • Oi Luh,

      Na verdade, ninguém “paga” essa mensalidade do próprio bolso imediatamente! Alguns pais bem zelosos, passam a vida toda do filho guardando dinheiro para a faculdade e conseguem pagar dessa forma, mas a maioria financia a faculdade e depois de terminar paga por mês uma quantia X, bem menor que seria a mensalidade. Os juros desse empréstimo geralmente são bem baixos. Uma amiga que se formou em antropologia e depois fez mestrado na mesma área e MBA em administração, só agora, depois de terminar tudo isso é que ela paga 500 dólares por mês.

      Infelizmente, porém, para estrangeiros, esses empréstimos não estão disponíveis com facilidade. É preciso ser residente legal (green card) ou cidadão americano.

  1. Oi Deco, caramba quer dizer que você vai demorar mais pra se formar? Que bad.
    Então, quando a gente se escreve para passar um ano fora estudando numa facudade de medicina fora do país não podemos assistir as aulas lá?
    Mas, de qualquer forma, o programa é muito legal. Só o preço que é realmente caro.
    Gostei bastante desse post e do anterior, continue postando hein? Please.

    Bjs.

    Mari.

    • Pois é! Não tem equivalência internacional, por enquanto!
      O preço é mto alto mesmo, mas existem convênios de cooperação internacional, além de programas de apoio financeiro e etc.
      Enfim, estamos tentando né haha aos poucos vamos ganhando espaço no mundo! 😀

    • Nossa, não fazia ideia hahaha

      E você me fez entrar no site dele para ver isso HAHAHA
      Ele fez UCLA (Califórnia, Los Angeles).. acredito que o College, e medicina aqui em Tufts, Boston. Aí a residência foi em um hospital de Harvard, Beth Israel Deaconess.

  2. Oie, fiquei feliz por vc, mas nossa realmente eh caro a mensalidade neh, mas deixa eu te perguntar, essa prova q a gente faz, naum eh vestibular especifico, mas eh aquela prova do TOEFL de ingles?

    e MAIS UMA PERGUNTINHA HEHE, existem bastante bolsas para os estudantes nao existe? E se existe, tipo pra quanto da pra baixar o preco dessa mensalidade, vc sabe mais ou menos? Obrigada, por postar, foi otimo ler esse blog. ateh mais.

    • Ah, verdade. Além disso tudo que eu falei, o estudante estrangeiro tem que fazer o TOEFL ou o IELTS, que são provas de proeficiência em inglês). É necessário mesmo.

      Existem muitas bolsas sim, mas não sei como funciona bem 😦 desculpa.

      Beijos e obrigado pelo comentário!

    • Essa “prova” (MCAT) que ele falou, além do TOEFL, que é outra história, é uma prova de física, química, biologia, matemática e cálculo com algumas coisinhas de interpretação de texto e redação, que visa verificar se você tem condições intelectuais de acompanhar a faculdade de medicina. Na real, é mais difícil que o vestibular porque o nível dessas matérias é de college, não de segundo grau, então o que é cobrado em química, física, biologia, são coisas que só se estuda na faculdade. Geralmente quem fez um college não relacionado à área biológica, tem que fazer 2 anos de “pre-medical” em que se aprende justamente essas matérias antes de aplicar para a faculdade de medicina. Inclusive, ter feito essas matérias numa faculdade ou num “pre-medical” é obrigatório, independente da nota do MCAT.

  3. Gente, esas tags que eu coloco nos posts é brincadeira! :~
    E são os mais acessados do blog hahaha fico com peso na consciência, porque não sei qual o segredo de ter sucesso com menos de 80 anos de vida hahaha muito menos como vim parar em Harvard.

  4. Oie , ainda sou jovem estou na 7 serie , mais o meu sonho é ir pra Havard , e me forma em medicina ! Meu pai diz que não é impossivel , porem é preciso bastante dedicação ! Quero muito me forma em medicina , em Havard ! Obrigada pelas imformações !

    • Olá 🙂
      Não é impossível mesmo! Basta se preparar bastante! Você ainda é nova, muita coisa pode mudar, mas se esse sonho e vontade continuarem, siga em frente mesmo (:

  5. Me ajudou bastante ,si bem que só tenho 13 anos porém penso no meu futuro que é coisa que só eu posso decidir pela frente mas obrigada .

    • Olá! O meu programa foi de intercâmbio, o que é diferente de estudar e se formar em Harvard! Existem sites na internet agora que explicam detalhadamente como se inscrever para as bolsas e como aplicar para as universidades americanas! Joga no Google que você vai achar um monte de referências!

  6. Olá deco Boa Noite primeiramente parabens pelo seu sucesso de estar em harvard e pelo blog são brasileiros como você que tem mudado a cara do Brasil la fora ,,tenho varias duvidas referente a graduação em harvard, digo mais referente a pós gradução por exemplo, estou estudando muito para conseguir entrar em medicina pela USP, gostaria de saber são dois exemplos distintos que eu gostaria que você me desse uma respostar exemplo 1 se eu me formar em graduação em medicina pela USP com boas notas por exemplo tenho a possibilidade de fazer minha residencia em Harvard e, neurocirugia ou tenho que fazer mais ulgum complemento de estudo exemplo em neurocirurgia após formado da usp é aceito ?, Exemplo 2 me formar pela USP em Medicina e fazer residencia aqui no Brasil mesmo seja pela USP em Neurologia se seria mais aceito para fazer uma residencia em neurocirurgia em Harvard sem talves nenhum complemento de estudo claro nois dois exemplos obtendo boas notas na graduação, na verdade é mais uma duvida sendo que primeiro tenho que passar no vestibular e depois longos seis anos de graduação mas você sabe como é no brasil Harvard para os Brasileiros e mais levado como TABU devido a muitos poucos conseguirem sempre desde sempre tive estar duvidas e você talves seja o primeiro em que possa sana-las peço por favor que responda as dois exemplos desde Já Agradeço respostas atenciosamente Ivan Yanez

    • Olá, Ivan!

      Eu respondi seu comentário há muito tempo pelo celular, mas não deu certo e só vi agora! Desculpa!
      1) Tem sim. Mas para fazer a residência nos EUA você tem que prestar o exame para revalidar o seu diploma lá, o USMLE.
      2) Você não precisa fazer Neurologia para, então, fazer Neurocirurgia. Neurocirurgia é uma residência de acesso direto, ou seja, você entra assim que se forma.
      Bom, com o tempo você vai aprendendo mais como funcionam essas coisas. Mas existem alguns sites com depoimentos de pessoas que fizeram residência nos EUA. Dá um googlada que você acha 🙂
      Boa sorte!!
      Abraços

    • Desculpa, não quero ser chata, mas para concretizar esse sonho você primeiro deve ser focar em passar no vestibular de medicina, que segundo seus planos, envolve passar na USP, o vestibular mais concorrido do país. Digo isso porque pelo seu texto é possível perceber o quanto você ainda precisa melhorar no quesito mais simples de todos: seu português! Você não vai passar em português, muito menos em redação na USP se não aprender a escrever direito!

  7. Olá! Meu nome e gabrielle meu sonho e ir para harvard
    para fazer medicina.Mas eu queria saber como vc conseguiu entrar em Harvard.

    • Foque -se em fazer outra faculdade primeiro. Não é possível entrar em medicina nos EUA direto do 2 grau como ocorre no Brasil. Faça então algo relacionado à biologia ou saúde, pois você precisa cursar as 5 matérias “pre medical” (matemática, cálculo, biologia, química e física). Você precisa ser literalmente a melhor aluna do seu curso para ter qualquer chance de entrar em Harvard (para fazer o curso completo de medicina). Se você quiser fazer como o Deco, contudo, entre na USP em medicina e participe do programa!

  8. Oi , tudo bem? Não entendi direito..

    Qual a sua idade?
    Você fez faculdade aqui na USP, terminou e foi fazer tipo mestrado ou doutorado em Harvard? Ou foi direto mesmo?
    Vai valer aqui no Brasil?
    Se eu fizer faculdade aqui e quiser trabalhar nos USA , meu diploma de medicina vai valer?
    Da para ganhar bolsa?
    Qual a dificuldade da prova?

    Me responda por favor, meu sonho também é virar uma médica e descobrir a cura para alguma coisa… Por favor, se não for pedir muito (que eu sei que é kk) , me de mais algumas dicas que você considera importante.

    Muito obrigada!

    • Olá!
      Tenho 23, estudo aqui na USP. Meu projeto de intercâmbio era pela minha faculdade, e era em pesquisa, ou seja, nada curricular.
      Para trabalhar nos USA você precisa validar seu diploma fazendo as provas do USMLE (U.S. Medical Licensing Examination). A prova é bem complicada, mas precisa estar formada em medicina para fazê-la!

  9. oi! Sabe me informar como funciona o programa de residência médica em Harvard? Tipo pra quem concluiu medicina no Brasil mas, deseja fazer residência médica nos EUA como é o processo? Vlw!!

    • Olá.
      Bom, primeiramente você tem que revalidar o seu diploma brasileiro lá nos Estados Unidos, através do USMLE, que são uma série de exames para ver se você é qualificado para exercer a medicina lá. Depois disso você tem que se inscrever nos processos de seleção para Residência, e aí tem que ver o que cada lugar exige (e isso eu não sei precisamente).

  10. Meu sonho de estudar Medicina em Harvard desceu com um horrível gosto amargo dessa vez… T~T
    Graças a Deus, ainda tenho apenas 14 anos; posso começar a estudar como uma condenada a partir de agora e talvez um milagre aconteça e isso se realize… Bem, obrigada por ter aberto meus olhos para o quanto eu devo estudar se quero, ao menos, ter a chance de dizer: “Eu tentei”. 🙂

  11. Oi Deco 🙂
    Gostaria de saber se é possível fazer pesquisa em Harvard como você, mas sendo aluno de Enfermagem. É meu sonho haha

    Obrigada pela atenção 😉

    • Oi Bruna. Bom, pra falar a verdade não sei. Pelo menos no programa que eu fui não é possível, já que é restrito a alunos da minha faculdade. Talvez pelo Ciências sem Fronteiras seja possível, mas não sei se Harvard aceita. 😦
      Mas caso você tenha fundos próprios, talvez não seja tão difícil ir para lá!

  12. Oi! Apesar de não querer cursar medicina, seu blog me ajuda bastante a desmistificar o caminho que quero seguir, embora ele ainda pareça cheio de obstáculos!
    Enfim, eu gostaria de saber como você foi parar em Harvard… Você já morava nos EUA, fez o College aí, e tal? Teve que pagar toda essa grana que mencionou no post? rs
    Primeiro você cursou medicina na USP e depois foi pra Harvard? E, me desculpe a curiosidade, mas, quantos anos você tem? rs
    Bem, fora isso, eu queria dizer que meu sonho sempre foi estudar na USP, mas, sei lá, a gente vê tantos textos motivadores por aí, mas ás vezes tenho a impressão de que eles são abstratos demais, superficiais demais. É claro que pra realizar nossos sonhos é preciso esforço e dedicação intensos, mas, não sei, parece que eu não tenho isso. Parece que aqueles que passaram tinham capacidade pra isso, tinham inteligência, determinação e perseverança suficientes para isso, mas, eu não. Parece que eu não tenho força e dedicação suficiente e muito menos inteligência suficiente… Muitos dizem que sou uma boa aluna, porque sou esforçada e estudo, porém que não sou, de fato, inteligente. Eu acredito que pra conseguir realizar meu sonho, deveria me esforçar infinitamente mais, pois, realizá-lo parece algo tão, tão, tão complicado. Mas, parece que eu não consigo melhorar. Parece que eu não sou boa o bastante pra “chegar lá”.
    Bom, me desculpe expor esse tipo de insatisfação aqui, mas, eu desejo muito realizar meus sonhos, porém, eles parecem imensamente difíceis para uma pessoa como eu.
    Me desculpe, obrigada e parabéns pelo seu blog e suas conquistas!

    • Oi Carol. Bom, nos outros posts eu contei um pouco como foi. Eu faço medicina aqui na USP e existe um programa de intercâmbio aqui que nos permite ficar um ano em Harvard. Então não morava nos EUA, não fiz College lá, não precisei pagar porque era um programa de intercâmbio.
      A gente sempre pensa que quem conseguiu tem um algo a mais que a gente, mas não é verdade. A única diferença entre você e os que conseguiram é que eles já conseguiram, enquanto você está se preparando para conseguir! Ter determinação, coragem e dedicação é o necessário para conseguir alcançar seus objetivos!
      Espero que tenha respondido a todas suas perguntas! Se quiser perguntar algo mais, pode perguntar!

  13. Olá Deco!
    Tentei entrar em Medicina na UFJF (Juiz de Fora) pelo ENEM e tenho quase certeza de que vou passar, pois me preparei para ser um dos 20 melhores do ENEM no Brasil. Se eu ficar no top 20, o MEC vai me dar uma bolsa de intercâmbio de alguns meses em alguma universidade norte-americana. Provavelmente não será Harvard, mas mesmo assim deve ajudar no currículo, não é?
    Mas enfim, queria saber se uma carta de recomendação de um professor norte-americano ajuda muito na hora de tentar residência médica em Harvard. As notas no USMLE contam muito? São o quesito mais importante? O fato de eu cursar UFJF, uma universidade não tão importante apesar de excelente, pode pesar contra minha admissão em Harvard?
    Vocề também pensa em fazer residência no exterior?
    Desculpa o caminhão de dúvidas hahah, é porque você foi a melhor fonte que encontrei e venho alimentando esse sonho de fazer residência em Harvard desde o ano passado.
    Obrigado e parabéns pelo blog, ele é ótimo. 😀

    • Oi Chico! Parabéns, espero que consiga mesmo!
      Provavelmente não será Harvard mesmo porque não se tem um acordo funcionando entre Harvard e o Governo do Brasil, infelizmente. Mas futuramente vai ter sim. E claro que ajuda, fora que é uma oportunidade incrível de crescimento pessoal e profissional.
      Bom, para fazer a residência lá, você tem que passar por um processo beeeeem longo. As cartas de recomendação são mandatárias, e se for de médicos americanos, de preferência da área que você estiver prestando, é mais impactante. As notas contam muito sim, mas não sei o quanto exatamente. Acho que o mais importante é a somatória de tudo: notas no USMLE, cartas de recomendação, estágios, pesquisas, currículo, etc. O lugar de onde vem acho que não importa muito, já que quase todas fora dos USA são consideradas iguais.
      Não estou decidido ainda, mas talvez volte para o exterior sim! Tem bastante tempo pra decidir ainda, assim como você! 🙂
      Boa sorte por aí!
      Abraços

  14. Deco eu quero saber se tem como vc me passar uma lista completa com os todos requisitos e provas que são necessários para estudar em harvard ah e adorei seu blog me ajudou mto 😉 !!!

  15. Olá Deco,
    Tenho apenas 13 anos, mas já é tempo de pensar no meu futuro. Gostaria de saber se os selecionados na USP para fazer o intercâmbio em Harvard são os mais ”destacados” ou se tem como pagar por este intercâmbio?
    Outra perguntinha, quanto custa mais ou menos aqueles empréstimos nos E.U.A para cursar uma universidade lá por exemplo Harvard? Pois Dr. Rey fez esse empréstimo, não era muito inteligente, e conseguiu se formar com sucesso.

    • Oi Gabriela. O processo de seleção leva em consideração muitas coisas, como desempenho na faculdade, atividades extra-curriculares, participação em instituições acadêmicas, etc etc. Não tem como pagar. Mas caso você tenha dinheiro, pode ir por si mesmo, sem ser necessário participar do processo seletivo!!
      Não sei quanto são os empréstimos, mas deve ser uma quantia bem grande!

  16. Olá Deco! Estou indo morar em Atlanta em fevereiro e acabei de terminar o ensino médio. Queria muito fazer pré-medicina fora (não necessariamente em Harvard), mas as barreiras são imensas, você não conhece nenhum estrangeiro que tenha feito pre med, para me ajudar? D:

  17. Oi, tudo bem? Deixa eu te falar, eu pretendo ingressar em harvard pelo ciência sem fronteiras, no qual tenho que acertar aquela prova em inglês, 90% da prova. O que eu queria saber é : em harvard existe medicina veterinária??? E se eu entrasse no segundo ano de faculdade da medicina veterinária eu estaria no “college” que Vc disze?( altas festas e tudo mais HAHAHA) beijos

    • Oi Jessica!
      Você já conferiu para ver se Harvard está aceitando alunos de graduação pelo CsF? Que eu saiba não aceitam ainda, só pós-graduação.
      Deve ter vet sim, mas não faço ideia de como funcionaria. Desculpa 😦

  18. ola.. gostaria de saber com funciona para quem tem green card e se forma no colegial la… as possibilidades de como conseguir uma bolsa integral .. e o aluno estrangeiro ao se formar nos eua ,e quiser trabalhar no Brasil em algum hospital e centro de pesquisa brasileiro como funcionaria? … se puder responder ficaria mt feliz… obrigada.. nossa muito bom seu blog…

    • Olá. Não sei responder sobre a bolsa, mas se tem o green card, acredito que concorre igual a qualquer americano. Para trabalhar no Brasil como médico, é preciso revalidar o diploma através do Revalida, que é uma prova com parte teórica e prática. Sendo aprovado nessa prova, você ganha licença para trabalhar no Brasil.
      Obrigado pelo comentário!

  19. Oi meu nome é Denise,tenho 16 anos e queria saber se por exemplo da pra fazer dois cursos ao mesmo tempo?tipo de medicina e economia em Harvard?

    • Olá Denise. É impossível se graduar em dois cursos ao mesmo tempo nas universidades públicas, pelo que eu saiba. Extrapolando para Harvard, acredito que também não seja possível.

    • Realmente não é possível como o Deco disse. Praticamente todos os cursos universitários nos EUA são período integral, medicina em Harvard é o dia inteiro e muito puxado. Além do mais, economia é campo de mestrado e doutorado apenas nos EUA. Quem quer fazer economia precisa fazer 4 anos de college em qualquer coisa e depois fazer mestrado e doutorado em economia. Algumas faculdades ofecerem major e minor em economia, mas isso não pesa muito. Nos EUA os 4 anos de college não valem muita coisa.

  20. Olá. Parabéns pelas conquistas e pelo Blog.
    Uma pergunta: Você disse entre parenteses que não tem muitas aulas, isso se refere ao curso de medicina em si? Seria então um curso que exige do aluno uma aptidão maior para a pesquisa e a independência? Poderia explicar um pouco mais sobre o sistema de ensino do curso de medicina propriamente dito. Agradeço a atenção.

    • Olá, Antonio!
      Bom, basicamente sim, porque lá é PBL (Problem-Based Learning) e o aluno deve ter muuuuuito mais autonomia e maturidade para os estudos. Não tem muitas aulas porque lá é baseado em Tutoriais. Não sei muitos detalhes porque eu não participei muito dessa parte. Mas não difere muito dos cursos de Medicina em PBL aqui do Brasil!

  21. Nossa.. que legal suas coisas…. Fascinada >< Sempre imaginei como seria estudar fora..
    Então você esta fora do brasil, atualmente pesquisando??

  22. André, você ainda faz iniciação científica agora que está no internato? Você começou a partir de que ano, o 2º? Você teve que ficar batendo de laboratório em laboratório pra conseguir uma bolsa ou isso se faz na faculdade mesmo? A pesquisa que você faz ou fazia lá na USP é a mesma coisa que iniciação científica ou eu estou trocando tudo?

    • Oi Leandro!
      Não, eu parei de fazer. Comecei no final do primeiro ano e parei só depois que voltei de Harvard. Eu procurei na lista dos laboratórios da minha faculdade os que eu achava mais interessante e mandei email para os professores perguntando se tinha vaga para alunos de IC. Aí me aceitaram! E sim, é a mesma coisa!
      Abraços!

  23. Parabéns Deco!
    Só pelas suas narrativas já sabe-se que você será (ou já é neh), um excelente profissional! Por seus registros percebe-se que você é uma pessoa dedicada, determinada, persistente, bem-humorada, otimista e principalmente muito humana!
    Sua família deve ter muiiiito orgulho de você!
    Deus te abençoe muiiito!

    • Oi Aurora. Sim, é necessário fazer o Pre-med, que é o College com disciplinas específicas para poder fazer a faculdade de Medicina lá.

  24. Nossa!!
    Talvez seja muito trabalhoso, mas a esperança é a última que morre, claro primeiro vem o dinheiro mas
    tudo tem um custo, não é mesmo?
    Li cada palavra com tanto gosto e prazer buscando um jeito de codificar essa etapas difíceis.
    Contei isso a um tempo para duas pessoas; quero fazer Medicina não por fazer ou para esquecer instrumentos dentro de alguém, mais por amor a vida, e por desejar tanto o meu TELEFONE tocar na madrugada com alguém dizendo “Dr. Camila rápido precisamos de você” risos… parece loucura mais filmes me inspiram desde pequeno e diversos fatores também,

    • Olá! Logo mais você vai desejar poder dormir um pouco mais nas madrugadas hahaha mas boa sorte aí na caminhada 🙂 Vale muito a pena!

  25. Olá.Parabéns pelas conquistas, seu blog me motiva a seguir o sonho de cursar medicina.O projeto USP-Harvard é apenas para alunos da USP São Paulo ou quem estuda medicina na USP Ribeirão Preto também pode participar?Preciso dessa informação, pois não sei para qual das duas devo me inscrever no vestibular.Agradeço desde já, obrigada por partilhar suas experiências na medicina nesse blog.

  26. Oi Deco!
    Primeira vez que acesso seu site porque nao pesquisava sobre medicina até essa semana, e eu realmente gostei muito! Antes de tudo, parabéns pelo seu trabalho aqui no blog e por todo o sucesso que você vem conquistando!
    Bom, eu tenho 18 anos e acabei de voltar de um intercâmbio onde terminei meu colegial. Essa semana comecei o cursinho com a ideia de fazer jornalismo na Casper, o que tambem foi um dos meus motivos para fazer intercambio, pois jornalismo nesse pais e bem dificil e eu quero me destacar!
    Acontece que eu comecei a considerar um desejo meu de cursar medicina, eu acho lindo demais, super me vejo me especializando em Geriatria e cuidando de gente com mais idade.
    Acontece que eu nao consigo me decidir entre jornalismo (pois sou apaixonada pela ideia de cubrir materias, fazer reportagens, passar informacao) e medicina (uma paixao minha e tambem um desejo mais cristao que tenho de viver em funcao do proximo)…Sinto muito que jornalismo eu faria para mim, e medicina eu faria pelo proximo, o que me agrada bem mais! Confesso que nao sou fa de estudar e sei que vou ter que me policiar bastante para conquistar tudo o que estou querendo….
    Bom…Ao inves de decidir eu pensei: porque nao fazer os dois? Quero muito cuidar dos outros, viajar a trabalho e ir fazendo materias para postar em algum blog. Acabou que eu consegui interligar tudo……Mas ai vem a realidade…
    Com certeza passar em Jornalismo na Casper seria MUUUUITO mais facil do que passar em Medicina na USP, pensei então em continuar meu cursinho esse ano, se tudo der certo ser aprovada em jornalismo na Casper e mesmo já cursando Jornalismo, continuar o cursinho para alguma hora ser aprovada em Medicina em alguma federal aqui de Sao Paulo (de preferencia USP, porque ja ficava tudo ali na Paulista)
    Queria que voce me desse algum toque, me respondesse se eu conseguiria fazer um curso de Medicina (que é muito puxado e integral) junto com algum outro curso igual a Jornalismo…
    Queria muito a sua sincera opinião!
    Tenho um professor no cursinho que diz a definicao sobre cada aluno de cada area e ele diz que os alunos de humanas (meu caso) são os que viajam muito, por isso preciso colocar meus pézinhos no chão e derrepente pensar em alguma outra alternativa para me satisfazer profissionalmente e pessoalmente!
    Desculpa pelo mega texto, realmente respeito seu blog, as suas conquistas e adoraria ler o que você teria pra falar no meu caso!
    Obrigada :))

    • Oi Amanda. Acho que é muito difícil mesmo fazer duas faculdades, independente do curso que for. Medicina é integral, então você teria a manhã e a tarde ocupadas e teria que fazer Jornalismo a noite. Não acho que seja impossível, mas vai ser bem complicado. Mas nos últimos dois anos de medicina, o Internato, é praticamente impossível porque começam os plantões noturnos.
      Boa sorte aí na escolha!!

  27. Ai Meu DEUS , HARVARD? Sério ? 😱😱 meu sonho é estudar em harvard, mas é muito caro 💰 e também há outro porém que me disseram, mas não sei se é verdade, tipo se eu estudar lá, me formar, eu não posso exercer a profissão no Brasil? Se poser me responder agradeço, sei que Já faz tempos esse seu post mas mesmo assim tentei, e Parabéns por ter tido ( ou ainda estar tendo) essa experiência. 😁

    • Sim, você precisa revalidar o seu diploma aqui no Brasil. Acredito que pessoas que se formam em Harvard não teriam muita dificuldade para revalidar hahaha a revalidação é uma prova teórica e prática, aplicada em algumas universidades federais do Brasil.

  28. Deco ..
    Adorei a página, principalmente porque estou querendo muito fazer medicina..
    Você acha que o fator “idade” interfere diretamente nos estudos? Porque eu já tenho 22 anos .. acha que isso pode atrapalhar?

    • Olá Carolina,

      Se informe mais sobre o processo de entrada em medicina nos EUA, você ficará animada! Lá os estudantes precisam cursar algum curso superior primeiro para estarem aptos a se candidatarem para entrada em medicina, então os alunos não entram em medicina com 18, 19 anos como ocorre no Brasil, mas com 23, 24 anos ou mais.

  29. Olá Deco, primeiramente parabéns pelas conquistas, sucesso.
    Bom, tenho 14 anos e sempre quis fazer faculdade de biologia na USP, recentemente vi alguns rankings de melhores faculdades do Brasil, então pensei “pq não melhores faculdades do mundo”. Já ouvi falar muito de Harvard e essa semana resolvi pesquisar sobre, não tenho condições financeiras para estudar lá, então teria que ganhar uma bolsa pra diminuir o valor ou algo do tipo, ouvi disser que se eu estudar fora não irei poder exercer a profissão aqui no Brasil, isso é verdade? Como isso funciona?
    Tambem gostaria de saber se você tem alguma dica que poderia me ajudar, agradeço desde já, seu blog esclareceu muitas duvidas que eu tinha mesmo não querendo cursar medicina, sei que tenho tempo pra pesquisar sobre isso por estar no primeiro ano do ensino médio, tenho que estudar muito desde já, mas sei que vale muito a pena. Abraços

    • Olá Mayara. Bom, pra falar a verdade não sei como funciona em Biologia, mas acredito que seja igual ou parecido com Medicina: tem que revalidar o diploma aqui no Brasil. Mas enfim, eu sei muito pouco como faz para ir para lá do zero, já que fui através de um convênio entre minha faculdade e Harvard, então não posso te ajudar muito 😦

  30. Oi Deco , eu queria saber o seguinte , em Harvard tem medicina veterinária ?. Eu só tenho 14 anos e minhas notas são altas entre 9,0 , 10( até pq se for menos que isso meus pais me matam kkk ) , e faço curso de inglês , não sei falar fluente ainda , mas sei me virar bem ( com coisas fáceis mas sei ) .
    O que é necessário para estudar e ter diploma de Harvard , é possível conseguir uma bolsa ?

    • Olá. Não sei, mas acho que deve ter sim. Eu não sou muito indicado para responder essa pergunta porque eu fui para lá através de um convênio entre a minha faculdade e Harvard. Desculpa não poder ajudar muito 😦

  31. Oiiii Deco, help me!!!! Bom , decidi a alguns meses que tenho Harvard como meta de nela ingressar em Medicina. Me diz, pra quem só a partir do primeiro ano no Ensino Médio começar a ralar muito e só a partir dai fazer atividades extracurriculares , dá tempo ? Porque vi muitos que ingressam em Harvard , que faziam essas atividades desde pequenos …
    Para entrar em HMS, é o mesmo processo para todos? E eu faço a prova voltada para a minha área ou só passo na prova e a partir dela decido oque quero fazer? Porque assim, deve-se ter um curso antes de fazer medicina la certo? Mas esse curso eu posso fazer lá ? Por exemplo Biologia e depois de 3 anos fazendo esse curso la já passo para Medicina ? Deve-se fazer o curso em outra faculdade e depois vou pra Harvard fazer Medicina? Desculpa as tantas perguntas, mas é tudo MUITO complicado .
    Beijos e obrigada

    • Olá! Eu não sou o mais indicado para explicar todo o processo, porque a minha forma de ingresso em Harvard foi através de um convênio da minha faculdade. Mas pelo que eu ouvi de gente brasileira que passou lá, não é preciso fazer atividades extracurriculares desde sempre. Tem que ir bem nas provas e nas entrevistas. Para fazer Medicina, é preciso primeiro fazer o PreMed por 3 anos, que é um curso de College específico para quem quer fazer Medicina. Você pode fazer esse curso em qualquer college dos EUA, mas caso o faça em Harvard, tem mais chances de fazer Medicina lá. Depois que termina o college, você tem que prestar outro vestibular para Medicina. Enfim, é um caminho longo, mas eu sei poucos detalhes, então não sou a pessoa mais indicada para te ajudar 😦
      Espero ter esclarecido algumas coisas!

    • Olá Sophia,

      Este site aqui: http://www.guiadavida.com.br/educacao/estudar-no-exterior/como-estudar-medicina-em-harvard.htm explica em detalhes o processo de entrada de medicina em Harvard especificamente. Com o nível de competitividade de medicina em Harvard, não adianta só fazer pre-med, tem que fazer outra faculdade mesmo, de preferência um curso que inclua as matérias pre-med (biologia, física, química, matemática, cálculo, inglês, bioquímica, psicologia e sociologia), todas de nível superior (não é o que você aprende no ensino médio. O vestibular de medicina se chama MCAT, mas você só está apta a prestá-lo depois de ter cursado uma faculdade que contenha essas matérias. Pode parecer confuso para os Brasileiros ouvirem que precisam fazer outra faculdade antes de entrar em medicina, mas nos EUA é assim com um monte de outros cursos como direito, farmácia e psicologia, não só medicina.

    • Oi Sophia,

      Eu sou aluna pré-medicina em Harvard e posso te ajudar com algumas questões. Você precisa investigar bem a fundo como esse processo funciona, pois você precisa de uma estratégia muito bem planejada para conseguir atingir esse seu sonho de estudar na HMS. Em primeiro lugar, você precisa compreender que sua vida no ensino médio não importa nada para depois entrar em medicina. Medicina é “graduate school”, é muuuito lá pra frente. Como já explicaram aqui, você precisa fazer um outro curso superior primeiro para ser “eligível” num inglês aportuguesado, para aplicar para medicina. Mas entrar no Harvard College em um curso de, por exemplo, biologia, como você sugere não é garantia, de forma alguma, de aceitação na escola de medicina. Inclusive, a HMS não dá preferência para alunos do Harvard College, todos são avaliados da mesma forma. Você pode fazer esse primeiro curso superior em qualquer lugar, no Brasil, inclusive, mas se você não tiver pelo menos 2 anos de escolaridade em instituição Norte Americana, sua aplicação não será levada a sério nas melhores escolas de medicina, e é claro que isso inclui Harvard. O que algumas pessoas fazem (é o que eu estou fazendo) é fazer primeiro uma faculdade no Brasil e depois fazer 3 de pre-med nos EUA. É um processo longo, mas a maioria dos alunos que entra em medicina faz este caminho, mesmo os formados em instituições nos EUA. É possível fazer pre-med em Harvard livremente (pela Extension School), não há processo seletivo,mas também não há bolsas, você tem que arcar com os custos de tudo.

      O processo de entrada na graduate (“grad”) school é completamente diferente da entrada no college e você precisa estudar bem essa diferença para não fazer confusão e poder planejar então como você vai fazer. O mais difícil, porém, é que se você não tiver Green Card ou cidadania Norte Americana, você terá que pagar o curso todo à vista, além de se manter em Boston pelos 4 anos de curso. O custo todo disso passa de 2 milhões de reais durante os 4 anos, pois o valor do curso para estrangeiros é muito maior e estrangeiros não podem pegar bolsas em medicina. A maioria das escolas de medicina, inclusive, não aceita estrangeiros que não tenham Green Card. Visto de estudante não serve para medicina, apenas para intercâmbios como no caso do Deco.

      Há inúmeros sites e foruns dedicados a discussão da entrada em medicina (todos em inglês, é claro). Vale a pena dar uma pesquisada no Google e buscar estes sites (o melhor deles é o Student Doctor.net) Há também o The Gradcafe .com Lendo estes sites você pode ter uma ideia mais completa de todos os passos necessários.

      Seu “currículo” que será avaliado na entrada em medicina começa a contar a partir do primeiro ano da faculdade que você decidir fazer, que pode ser em qualquer área. Nesse currículo entram tanto as notas, quanto participação em pesquisas científicas patrocinadas pela instituição em que você estuda, trabalhos voluntários na área da saúde e até mesmo coisas que mostram seu enriquecimento cultural como falar diversos idiomas, ter publicado livros, ter ganho medalhas em artes e esportes.

      Grande abraço e estou aqui monitorando este blog para te ajudar com suas dúvidas!

      Liz

  32. Deco
    Tenho muita vontade de estudar em Havard, sabe me dizer se e Verdade que impossivel estudar la ? so estuda quem tem green card ?

      • Oi Deco,

        Visto de estudante não dá, não! Em medicina a pessoa precisa pegar financiamento estudantil, não dá pra pagar tudo à vista (como é exigido tanto em Harvard quanto nas outras escolas). Em casos específicos em que a família se compromete a pagar os 4 anos à vista, o aluno pode estudar com visto de estudante, em Harvard tem alguns poucos casos assim, então as pessoas acham que dá, mas é gente milionária que pagou o curso todo numa tacada só. A grande maioria das instituições de ensino médico nem sequer aceita aplicações de alunos sem o ‘social security number’ que é o CPF Americano e o que dá direito a pessoa pegar bolsas e financiamento. Se ela quer estudar medicina seja em Harvard ou em qualquer outro lugar nos EUA, ela vai precisar dar um jeito de conseguir um GC!

        Abraço,

        Liz

        • Olá! Conheci algumas pessoas que fizeram com visto de estudante ou de trabalho/estudo (J-1). Talvez fossem milionárias mesmo hahaha e dá para fazer SSN sem Green Card. Pelo menos uma menina que foi comigo fez! E eu lembro que eu cheguei a pesquisar sobre isso quando estava lá, mas felizmente não precisei fazer. Mas realmente, com GC deve ser muito mais fácil mesmo, principalmente pelo financiamento.

          • Harvard é um pouco mais liberal nesse aspecto mesmo (Yale já avisa no próprio site que nem aceita no college aluno estrangeiro que queira depois fazer medicina), mas o aluno estrangeiro deve ter como assegurar fundos para bancar os custos de uma forma ou de outra, já que nos EUA não se “paga por mês” como se faz no Brasil. Se o aluno não pode pegar financiamento, nem pode pagar à vista, como ele faz? Talvez alguns alunos de certos países (China?) consigam bolsas de seus próprios governos. Outra opção são os cursos de MD/PhD que recebem bolsa, mas só entra o “cream de lá crop”! Se você me permite, este link do US News explica essa problemática que os alunos estrangeiros enfrentam para entrar em medicina: http://www.usnews.com/education/blogs/medical-school-admissions-doctor/2012/07/16/3-tips-for-international-students-applying-to-us-medical-schools

            Pode ajudar os leitores que estejam com essa dúvida.

            Abraços,

            Liz

    • É claro que não, Green Card é necessário apenas para ser aceito em alguns cursos específicos como medicina, mas em Harvard alguns poucos estrangeiros são aceitos em medicina também, não sei é se esse curso que você quer fazer, mas como você está no site do Deco, assumo que sim… O que o Deco fez, contudo, foi um ano especial patrocinado pelo curso dele de medicina na USP, uma situação diferente de simplesmente ir e estudar lá. Praticamente todos os outros cursos em Harvard e em outras faculdades não exigem Green Card, isso é coisa de medicina mesmo.

  33. Olá!
    Bem, eu só não entendi bem, no seu caso você conseguiu pela sua faculdade, então não teve de pagar, ou teve?
    Já que foi para pesquisa, e pela USP né…
    Desculpa, eu realmente não entendi :/

    Parabéns pelo blog, continue escrevendo pra sempre (enquanto puder, por favoor) mesmo quando acabe a faculdade ;u;

    Boa sorte ;D

  34. Olá Deco,
    sou estudante do terceiro ano do ensino médio no brasil, fiz todas as provas necessárias para entrar em uma universidade americana, entretanto, me disseram que um estudante brasileiro não pode tirar licença médica nos EUA, e que quando volta para o Brasil e faz o revalida ele tem que fazer quase todo o curso novamente. Por favor me ajuda, as inscrições do common app estão abertas e eu to com tudo pronto para mandar a nota, mas a taxa é muito cara e meus pais não me deixam mandar a nota por causa desse problema com a licença. por favor me ajuda.

    • Oi Luiz. Se você fizer o curso de medicina nos EUA, você obtém a licença para trabalhar lá sim. Durante a faculdade lá você vai fazer o USMLE, que é o nosso Revalida. Caso você queira vir ao Brasil, terá que fazer o Revalida sim. Boa sorte!!

  35. Olá!
    Eu estou no segundo ano do ensino medio e gostaria de fazer intercambio, mas só na faculdade. Eu estava pesquisando algumas coisas sobre o assunto e vi que precisa ter nota do “SAT ou ACT” e precisa também de coisas como uma carta de recomendação e etc.
    Mas não faço ideia de como conseguir uma bolsa ou pelo menos tentar entrar em alguma faculdade fora do Brasil. Ja disseram-me que se eu conseguir entrar em uma faculdade aqui depois posso consegui uma bolsa, mas estou tão confusa.
    Se você puder me ajudar eu ficaria muito grata.
    E tem outro probleminha, eu tenho 15 anos, ano que vem faço 16 e na faculdade 17. Se por acaso eu consegui uma bolsa tem algum problema eu ser menor de idade aqui?
    Obrigada! :3

    • Olá. Bom, primeiramente, os processos para entrar na faculdade fora do Brasil são diferentes de tentar intercâmbio. Depende do processo seletivo de cada instituição, e eu sei muito pouco sobre isso porque eu fui de intercâmbio somente. Para intercâmbios, depende dos convênios da sua faculdade ou do Ciências sem Fronteiras. Não é necessário SAT ou MCAT para intercâmbio. E é possível receber bolsa sendo menor de idade porque eu conheci dois brasileiros lá em Boston que estavam estudando lá e eram menores de idade!
      Boa sorte 🙂

    • Verdade ! tem cursos de medicina que estão cobrando esse preço. Eu fiz o orçamento online no próprio site da Harvard College , e saía por 3.000 dólares cerca de 11mil reias . O mesmo preço que muitos pagam nessas facul de Medicina brasileira.Então é melhor ir pra Harvard .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s